Logística como diferencial competitivo no varejo

A dinâmica do varejo no mercado atual traz diversos desafios para as organizações. Os diversos tipos de varejo requerem diferentes soluções para o atendimento das necessidades dos clientes, desde o varejo das lojas de departamento até o varejo do diversificado e-commerce.

A diversificação do varejo atrai soluções diferentes para a realização operacional das empresas, entenda, as multifaces do varejo; como por exemplo supermercados, hipermercados, lojas de departamentos, lojas de desconto, lojas de conveniência, lojas de especialidades e varejo sem loja, requerem planos operacionais de diversos tipos gerando uma grande questão para estas organizações.

Entretanto, um elemento em comum entre estes tipos de organizações é a logística. O pensamento logístico dentro para estas organizações busca fazer com que não exista ruptura no abastecimento para o atendimento dos clientes, ou seja, a fazer com que o produto esteja disponível quando o cliente precisar.

Uma das maiores frustações para o consumidor é não encontrar o produto desejado no momento de sua procura. Diversas vezes os clientes trocam de estabelecimento pela simples falta de produto. Imagine que o cliente vai ao estabelecimento onde faltam os produtos que ele gostaria, e depois vai no concorrente e encontra todos os produtos. Em qual você acha que ele irá voltar?

Os clientes são mantidos em uma empresa, principalmente, pela capacidade organizacional de atender suas expectativas. Quando as empresas não atendem uma expectativa básica do consumidor, que é encontrar ou receber o seu produto ou até mesmo usufruir de um serviço sem falhas por falta de recursos, a frustração gerada é muito impactante na expectativa do consumidor.

Cumprir com as questões logísticas operacionais é cumprir com o dever de casa; é a preparação da organização no desafio de atender as expectativas dos consumidores, quando o agente que irá atender o consumidor possui todos os recursos necessários. O atendimento e encantamento do consumidor se torna uma tarefa mais fácil, pois os problemas gerados por falhas logísticas tendem a tomar uma proporção exponencial quando chegam na ponta para o consumidor, o que irá causar uma grande frustação.

Para evitar maiores desgastes no atendimento da sua demanda a organização deve primeiramente “cumprir o seu dever de casa”, e cuidar de seus aparatos logísticos. As pequenas falhas logísticas podem acarretar em enormes consequências.

Quer saber mais sobre o assunto? Entre em contato conosco!

Acácio Bento dos Santos, administrador, especialista em engenharia da produção e em docência na educação profissional e tecnológica, analista de suprimentos, profissional na área de logística, consultor e professor.
Por | 2018-08-07T11:09:14+00:00 3 ago 2018|

Sobre o autor:

Acácio Bento dos Santos
Acácio Bento dos Santos é administrador, especialista em engenharia da produção e em docência na educação profissional e tecnológica. Também é analista de suprimentos e atua na área de logística. É consultor e professor.

Deixar um comentário