Você sabe como está seu cliente hoje?

O modo como o mercado funciona está mudando, e hoje, não vendemos mais apenas produtos e serviços, vendemos experiências. Ser generalista e ter produtos que atendam a qualquer um, não são mais o suficiente para se estabelecer no mercado. Com as redes sociais sendo usadas como um grande “Reclame aqui”, os clientes estão cada vez mais exigentes e atender simplesmente às suas necessidades não é mais o suficiente. Precisamos conhecer nossos clientes (seus costumes, gostos e desejos) para satisfazer suas necessidades, desejos e expectativas.

E você sabe como está seu cliente hoje? Quais são suas necessidades, seus desejos e expectativas?

Não vamos mais à perfumaria comprar um simples perfume. Vamos para ter a experiência de compra, ter nossas expectativas superadas e sair de lá com a sensação de que compramos um novo eu, um novo estilo de vida. Por isso dividimos os consumidores em grupos com características específicas, e assim, podemos programar nossas ações para esses nichos específicos, sendo mais assertivos ao nos comunicarmos com nossos clientes. Mas como eu sei em qual nicho o meu cliente se encaixa? Qual o estilo de vida dos meus clientes?

 

Para conseguir as informações que precisamos temos que montar estratégias de recolhimento de dados sobre o cliente e não existe melhor maneira do que perguntando, seja por pesquisa, cadastro, informações de uma interação nas redes sociais. O que vale é criar um banco de dados que facilite a Gestão de Relacionamento com o Cliente (CRM).

“A gestão de relacionamento com o cliente é o gerenciamento das informações sobre cada cliente e de todos os pontos de contato com ele. Com base no que já sabemos sobre cada cliente, a empresa pode customizar o serviço, pois o cliente de hoje é mais exigente em relação ao atendimento e preço” MELO, Eugênio Bispo. 2016

Em um bom gerenciamento precisamos saber diferenciar o que seria o banco de dados de um Database Marketing. A coleta, classificação e análise das informações sobre o cliente são acumulados em um banco de dados. Já o Database Marketing é o processo de manter e usar o banco de dados e as informações oriundas do mercado para gerar leads e prospectar sua marca.

Ai, você me pergunta:

Como eu vou fazer isso tudo sozinho?

Simples, você não precisa fazer isso sozinho. Hoje em dia já existem programas elaborados para coletar, separar e analisar os dados, além de empresas que oferecem esse serviço de modo mais pessoal.

O que fazer com todos esses dados?

Toda ação de marketing deve ser baseada numa boa pesquisa do público-alvo, pois só assim conseguiremos saber o que vender e para quem. O bom começo é ter esse banco de dados atualizado.

Se você gostou do que leu, e pensa em aperfeiçoar seu negócio, chame a Amarkante. Somos uma empresa de gestão de negócios e saberemos muito bem o que fazer com todas as informações dos seus clientes, para te guiar num novo patamar de vendas.

Por | 2018-11-08T19:24:11+00:00 9 nov 2018|

Sobre o autor:

Livia Wanderley
Livia Wanderley é estagiária de Direção de Arte e estudante de Design da UNINASSAU. É graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Alagoas. Gosta de ler, ouvir e ver diferentes culturas. Sonha em fazer o mundo um lugar mais bonito e próspero.

Deixar um comentário